notícia'

Current Financing Mechanisms for Audiovisual Content in Latin America – 2nd Edition – Disponível para download!

Current Financing Mechanisms for Audiovisual Content in Latin America – 2nd Edition – Disponível para download!

25 de março de 2014.

0

O LIVRO ATUALIZADO SOBRE OS MECANISMOS ATUAIS DE FINANCIAMENTO PARA CONTEÚDOS AUDIOVISUAIS NA AMÉRICA LATINA FOI LANÇADO DURANTE O FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DE GUADALAJARA-FICG, NO MÉXICO

Para download gratuito, por favor, clique aqui!

Patrocinado pelo American Film Conservancy – AFC, Cesnik, Quintino & Salinas Advogados – CQS e Cowan, DeBaets, Abrahams & Sheppard, LLP- CDAS, com o apoio da Associação Brasileira de Produtores Independentes de Televisão-ABPITV, a nova publicação traz artigos de um seleto grupo de peritos jurídicos e técnicos sobre os principais mecanismos de financiamento dos conteúdos audiovisuais, e as legislações correspondentes de 13 países latino-americanos: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. Baseado em inúmeros pedidos, esta nova edição oferece agora um formato totalmente bilíngue, espanhol-inglês, para garantir um maior acesso.

Coerente com suas publicações anteriores, o LATC e patrocinadores dessa edição esperam que o livro seja uma importante fonte de informação para políticos, legisladores, investidores, advogados, produtores, distribuidores e outros profissionais da indústria audiovisual, impulsionando o objetivo comum de expandir a indústria de conteúdo audiovisual da América Latina em um contexto global.

Nessa publicação atualizada, o LATC convidou um seleto grupo de peritos jurídicos e técnicos de 13 países para escrever sobre os principais mecanismos de financiamento dos conteúdos audiovisuais. Os capítulos também incluem referências à legislação específica de cada país incluindo Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Considerando o rápido desenvolvimento e implementação de novas tecnologias de mídia na indústria audiovisual, com seus vários formatos, canais de distribuição e plataformas, cada autor incluiu referências a novos mecanismos de financiamento que venham existir, além de enumerar e explicar as fontes de financiamento tradicionais já existentes.

Patrocinadores:
• Americas Film Conservancy – AFC: sede em Los Angeles, fundação sem fins lucrativos para o desenvolvimento, produção e preservação do cinema latino-americano. www.afcy.org.
• Cesnik, Quintino & Salinas Advogados – CQS: escritório de advocacia com sede no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, com assessoria focada na indústria do entretenimento. www.cqs.adv.br.
• Cowan DeBaets Abrahams & Sheppard LLP – CDAS: escritório de advocacia de Nova York, com foco em mídia e indústria do entretenimento. www.cdas.com.

Apoio:
Associação Brasileira de Produtores Independentes de Televisão – ABPITV: entidade sem fins lucrativos que tem como objetivo fortalecer o mercado de produção de conteúdo nacional e internacional para televisão e novas mídias. www.abpitv.com.br.

Edição:
Latin American Training Center-LATC: media training e consultoria com sede no Rio de Janeiro, com foco na nova geração de produtores de conteúdo audiovisual da América Latina.

CONTATO:
Fernanda Lima, Coordenadora do Projeto LATC, [email protected]

Continue Reading

LATC anuncia novo concurso México-EUA de argumentos de roteiro para promover coproduções fronteiriças de longas-metragens

21 de março de 2014.

0

O Latin American Training Center-LATC, com o apoio do Tucson Film Office, da National Association of Latino Independent Producer-NALIP, do Departamento de Espanhol e Português da Universidade do Arizona, Sonora Turismo e Film Commission, do Festival Internacional de Cinema de Guadalajara e o software de escrita de roteiro Final Draft, anuncia a convocatória do Concurso de Argumentos de Roteiro México-EUA 2014, dirigido a novos e talentosos roteiristas estadunidenses e mexicanos (more…)

Continue Reading

LATC lança livro atualizado sobre os mecanismos de financiamento para conteúdo audiovisual na América Latina

13 de março de 2014.

0

No dia 25 de março, em Guadalajara, no México, durante o Festival Internacional de Cinema de Guadalajara-FICG, foi lançada a nova publicação do Latin American Training Center-LATC, Current Financing Mechanisms for Audiovisual Content in Latin America – 2nd Edition (Mecanismos de financiamento em curso para Conteúdo Audiovisual na América Latina – 2ª Edição). (more…)

Continue Reading

Consulado do Chile no Rio e LATC realizam uma pré-estreia exclusiva do premiado filme chileno “Gloria”

30 de janeiro de 2014.

0

No dia 27 de janeiro, o Latin American Training Center-LATC e o Consulado do Chile no Rio realizaram um coquetel e uma pré-estreia especial de “Gloria”, filme chileno aclamado internacionalmente, antes de seu lançamento comercial, que ocorrerá no dia 31 de janeiro pela distribuidora Imovision. (more…)

Continue Reading

Em novo artigo publicado na Revista de Cinema, Steve Solot indaga se as film commissions no Brasil estão preparadas para atender as demandas da Copa do Mundo 2014

16 de janeiro de 2014.

0

Em artigo publicado pela Revista de Cinema no dia 13 de janeiro, o presidente do LATC-Latin American Training Center e da Rio Film Commission, Steve Solot, discorreu sobre o atual cenário das film commissions no Brasil. (more…)

Continue Reading

LATC anuncia Programa sobre a Indústria Audiovisual e de Entretenimento em Nova York em conjunto com a Media Summit NY da Digital Hollywood entre 3 e 7 de março

13 de janeiro de 2014.

0

Depois do grande sucesso do Programa de Imersão na Indústria Cinematográfica dos EUA em LA, o Latin American Training Center-LATC anuncia agora um programa exclusivo de cinco dias sobre a indústria audiovisual e de entretenimento em Nova York, com reuniões de negócios, conferências e networking. (more…)

Continue Reading

LATC e CILECT divulgam os vencedores do Concurso de Tratamentos Brasil-Argentina 2013

05 de dezembro de 2013.

0

No marco da 5ª edição do Ventana Sur, o maior mercado audiovisual latino-americano, em Buenos Aires, o CILECT Ibero-América – CIBA, o Centre International de Liaison des Ecoles de Cinéma et de Télévision (Associação Internacional das Escolas de Cinema e Televisão) e o Centro Latino-Americano de Treinamento e Assessoria Audiovisual – LATC anunciam os vencedores do Concurso de Tratamentos para Roteiros de Longa-metragem de Ficção Brasil-Argentina 2013,  (more…)

Continue Reading

O 5º Programa Anual do LATC de Imersão na Indústria Cinematográfica dos EUA em Los Angeles foi um grande sucesso!

27 de novembro de 2013.

0

O Programa do LATC de Imersão na Indústria Cinematográfica demonstrou mais uma vez ser um grande sucesso. Com o apoio da EGEDA (Entidad de Gestión de Derechos de los Produtores Audiovisuales) e diversos participantes patrocinados pelo escritório da Ásia-Pacífico da Motion Picture Association, esta edição do programa em Los Angeles foi global, com 30 participantes provenientes de países muito distintos (more…)

Continue Reading

Vídeo sob Demanda – VOD: Novos desafios e Novas Oportunidades para o setor Audiovisual Brasileiro

18 de outubro de 2013.

1

por Steve Solot

(publicado no catálogo Mercado Audiovisual– Brasil CineMundi da Mostra CineBH de Belo Horizonte 10/2013)

George Lucas e Steven Spielberg: “Estúdios Irão Implodir; Vídeo sob Demanda (VOD)é o Futuro” (VARIETY, 12 de Junho de 2013). Essa citação de dois dos principais gurus da indústria do cinema marca a atual transformação dramática na maneira com que o conteúdo audiovisual é produzido, distribuído e consumido. E a questão é: o Brasil e os produtores de cinema e televisão brasileiros estão preparados para participar desse novo movimento?

Não existe dúvida de que a distribuição de conteúdo audiovisual está mudando; agora as novas tecnologias e a internet oferecem novas ferramentas, novas janelas de lançamento e novos modelos de negócios para as indústrias de cinema e televisão. VOD é na realidade a nova janela de exibição para filmes, mas diferente de mídias para entretenimento caseiro ou até mesmo televisão paga, depende exclusivamente da internet e, portanto, transcende todas as fronteiras e limitações geográficas. VOD representa um novo mercado para filmes e séries televisivas e, assim, mais uma possibilidade de rentabilizar o conteúdo e recuperar o investimento na produção, bem como para alcançar um número infinito de novas audiências em múltiplas plataformas.

VOD está engatinhando no Brasil, mas está crescendo rapidamente. Segundo o levantamento Dataxis lançado em Julho de 2013, o Brasil responde por 50% do mercado de VOD na América Latina. Atualmente 1,1 milhão de usuários em VOD no Brasil, mas esse número deve chegar a 13 milhões em 2017.

Como o Brasil e os produtores de cinema e televisão brasileiros podem aproveitar as novas oportunidades oferecidas pelo VOD? Uma coisa é certa, qualquer produtor que não inclua o licenciamento VOD no planejamento de negócios e distribuição, estratégia de marketing do filme ou TV está arriscando oportunidades importantes.

Existem diversas variações entre os serviços do VOD, mas todas podem ser agrupadas em três categorias gerais:

• Transacional (como iTunes): O conteúdo pode ser assistido apenas depois de efetuado o pagamento correspondente;

• Assinatura (como Netflix): O consumidor paga uma taxa mensal para consumo de conteúdo ilimitado.

• Baseado em Publicidade (como Sony-Crackle): O conteúdo audiovisual é gratuito pela internet e inclui publicidade que deve ser vista antes do conteúdo.

As principais tecnologias utilizadas são:

•  Streaming: o ato de reprodução de mídia em tempo real em um dispositivo quando a mídia está salva em outro. Um arquivo de streaming nunca é salvo no seu dispositivo e não pode ser copiado. Normalmente é melhor ter uma conexão de internet de pelo menos 2 megabits por segundo (Mbps). Vídeo em HD pode exigir mais de 3 Mbps para que o vídeo não tenha que pausar enquanto carrega.

•  Downloading: o dispositivo (normalmente um computador) se conecta à fonte do arquivo, em seguida, copia e salva-o no disco rígido. O conteúdo pode ser copiado ou transferido para outras unidades do disco rígido, a não ser que seja um arquivo protegido por direitos autorais. Normalmente, é necessário aguardar até que o download esteja completo antes de visualizar. Alguns serviços, como iTunes, permitem visualização do conteúdo enquanto baixa.

Ambas as tecnologias empregam Gestão de Direitos Digitais (DRM)ou direitos de propriedade intelectual de tecnologias para proteger o conteúdo.

Em 27 de agosto, em parceria com o Sindicato Interestadual da Indústria Audiovisual (SICAV)e a Associação Brasileira de Produtores Independentes de Televisão (ABPITV), o Centro Latino-americano de Treinamento e Assessoria Audiovisual organizou o primeiro seminário sobre VOD na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro(FIRJAN) destinado a informar os produtores brasileiros sobre as oportunidades e desafios da tecnologia VOD e modelos de negócios. As principais considerações deste seminário foram:

•  VOD oferece uma nova oportunidade e janela para produtores licenciarem todo tipo de conteúdo: filmes, séries de televisão, documentários, etc., e poder atingir mercados internacionais instantaneamente;

•  Produtores devem compreender o setor VOD a fim de saber como rentabilizar seus conteúdos e tomar decisões inteligentes sobre licenciar seus filmes e séries de televisão;

•  Os contratos com serviços de VOD não tem que ser de acordos de exclusividade e de licenciamento para um grande número de títulos para oferecer melhores condições de negociação;

•  Diferentes serviços VOD trabalham com diferentes casas de codificação para digitalizar o conteúdo.

•  As especificações para a codificação são rígidas e exigem formatos de alta qualidade de produção, e o processo de codificação do conteúdo pode causar grandes atrasos antes de ser aceito.

•  A maioria dos serviços VOD usam agregadores para adquirir conteúdo no Brasil e outros mercados.

•  Alguns serviços (como Amazon Prime) permitem aos produtores fazer upload de conteúdo e obras de arte diretamente.

•  Algumas alternativas para os serviços convencionais VOD são: Distribber e a tecnologia para incorporar o título VOD no site do produtor disponível com Distrifye Watchbox.

No entanto, existe uma grande preocupação com o marco regulatório no Brasil para serviços VOD emergentes. Dois dos melhores benefícios do VOD são:

1) VOD é uma ferramenta para inclusão social que permite o acesso do público de toda a parte ao conteúdo nacional e internacional a baixo custo e sem intermediários.

2) VOD é uma ferramenta antipirataria porque torna o conteúdo audiovisual acessível legalmente por um custo muito baixo, e compete com o conteúdo barato da pirataria.

No entanto, o crescimento do VOD no Brasil pode ser limitado se o Governo Federal não der permissão para seu desenvolvimento. De acordo com o que foi discutido no Seminário VOD em Agosto, a Instrução Normativa n.º 105 publicada pela Ancine (Agência Nacional de Cinema) em Julho 2012, aplica a taxa conhecida por Condecine para o setor VOD. Esta taxa fixada, por título, é um imposto que foi originalmente estabelecido pela MP 2.228-1, em 2001, quando VOD não existia. O imposto é de R$ 3,000 para filmes de longa metragem e R$ 750 por episódio de TV. Tem sido argumentado que este imposto poderia impedir o desenvolvimento do setor de VOD no Brasil, uma vez que o modelo de negócio VOD é baseado na teoria da “cauda longa” de adquirir e oferecer um grande número de títulos de baixo custo. O imposto Condecine aumentaria o custo de produzir conteúdos audiovisuais e poderia “matar” o negócio VOD no Brasil antes mesmo que ele amadurecesse.

Claramente, o setor VOD oferece importantes benefícios e desafios para o produtor de conteúdo audiovisual brasileiro. Expressões cinematográficas e audiovisuais é o reflexo da essência cultural brasileira, e o potencial de crescimento e expansão da industrial audiovisual oferecida pela nova tecnologia VOD representam uma enorme oportunidade que não deve ser perdida.

Continue Reading

LATC e RioMarket realizam workshop de capacitação de film commissions durante o Festival do Rio

.

0

Uma “film commission” exerce dois papeis fundamentais: a atração de produções audiovisuais para sua região e o apoio logístico-operacional aos projetos filmados ali. Pensando neste contexto, o Latin American Training Center-LATC e o RioMarket realizaram, durante o Festival do Rio 2013, o Workshop de Capacitação de Film Commissions, a fim de criar um patamar de qualidade para todas as film commissions em território nacional e na América Latina (more…)

Continue Reading